Categorias
crônica narrativa

SILÊNCIO

A rua era um vazio assombroso e o vento breve de outono soprava levantando a poeira que se acumulava nas sarjetas. Maritacas gritavam sobre sua cabeça e os cães estavam em silêncio nos quintais. O sol brilhava forte já pela metade da manhã, cruzando as copas das árvores e brilhava nas poças d’água da chuva […]