Categorias
prosa poética

Eu aprendi… em fragmentos de verdade

Aprendi que ignorar os fatos não os altera;

Aprendi que quando nos nivelamos pelos outros, apenas estamos nos enganando;

Aprendi que é o amor próprio, e não o tempo, que cura todas as feridas;

E aprendi que a vida é dura, mas Eu sou mais ainda!

Aprendi que as oportunidades nunca são perdidas: alguém vai aproveitar as que perdemos;

Aprendi que quando o ancoradouro se torna frágil, a felicidade vai aportar em outro cais;

Aprendi que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;

E aprendi que os anos passam, as lembranças são eternas, a saudade é permanente e nossos olhos sempre buscam cenas dos melhores tempos vividos;

Aprendi que os meses passam, enquanto vivenciamos as lições da vida, vasculhamos nos guardados do coração os mais lindos momentos que se foram para não mais voltar;

Aprendi que os dias e horas passam, até crescemos em corpo e alma mas nossas mentes seguem frágeis diante do poder versus o querer;

Aprendi que o tempo passa e outros caminhos virão, porém quem sabe… a nossa estrada ainda continuará sendo curta;

Aprendi que nada sabemos do amanhã, mas que podemos plantar sementes na lavoura do hoje, ir adubando com os percalços do ontem, visando colher no amanhã, as porções de instantes cultivadas para nos tornar felizes;

Aprendi que o mundo é um grande salão de baile, em que almas se encontram, se esbarram, se unem e se separam; cada qual bailando com seus conflitos, com suas esperanças, com seus dissabores de errar tentando acertar;

Aprendi que a vida é um grande palco, no qual devemos ser protagonistas de nossas histórias, atuando perante as adversidades e as lágrimas derramadas;

Aprendi que apesar do que enfrentei não foi suficiente para tudo saber, que viver é colecionar perdas, mas que da minha essência tenho o ganho real, como o sabor de abrir presentes embrulhados em papéis brilhantes;

No mais, aprendi que de tudo um pouco do que aprendi não foi além do que fragmentos de verdade, no intuito de descobrir onde esteve e onde estará o que há melhor em mim

3 respostas em “Eu aprendi… em fragmentos de verdade”

Sou seguidor e adminador dos poemas feitos pelo José Neto, que não se cansa de se inspirar.
Parabéns por mais esta obra, que eterniza seu sentimento e seus aprendizados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *