Categorias
crônica

Santos é praia!

Os santistas que me perdoem. Mas Santos é mais que Santos. É praia!

Pelo menos é assim que eu, paulistano da gema, nascido e criado 760 metros acima do nível do mar, enxergo as coisas.

Olha, para uma pessoa de cidade sem praia, a praia é meta. É a luz no fim do túnel por onde passa a Rodovia dos Imigrantes.

O paulistano planeja no calendário de fim de ano o dia em que vai descer. Descer de elevador? Do salto alto, parte do business attire de todo santo dia?

Nope. Descer a serra. A Serra do Mar.

Lembro-me que aprendi na escola que a Serra do Mar é uma escarpa. Mas continua sendo serra? Não sei. Não sou capaz de opinar.

Voltando: Santos é praia.

Veja bem, praia é mais do que areia banhada por água salgada. Praia é aquela alegria que você sente quando desce a serra com a família ou com os amigos mais chegados.

Praia é a calma de se caminhar com os pés banhados pelas marolinhas num verão especialmente quente. Ou a agitação de se festejar — em tempos não pandêmicos, claro — ao som da brisa e dos fogos de artifício no réveillon. Você e mais milhares de pessoas.

Praia é a oportunidade de se tostar ao sol até bronzear — ou queimar mesmo — ou de dar um mergulho ali, perto do seu guarda-sol.

Uma minha amiga — orgulhosa santista da gema — me disse que Santos não é praia e que Santos é Santos, ué.

Que fique claro: Santos é tudo de bom que vem com a praia mais as vantagens de se estar numa cidade com infraestrutura e blá-blá-blá.

E tem outra vantagem de se estar no nível do mar (seja na cidade ou não): lá o café filtra mais rápido!

Pelo menos me parece. Cientistas de plantão: seria porque no nível do mar a pressão atmosférica é maior e acelera a passagem da água pelo filtro? Essa eu não pesquisei no Google, juro. Se eu estiver falando besteira, abafem o caso.

Há, entretanto, uma desvantagem. Em Santos — ou na praia —, a mesma água do café demora mais para ferver. 100°C no nível do mar e 98°C do alto da Serra do Mar (sim, esse dado eu pesquisei).

Agora, sinceramente, quem aqui liga para a temperatura de ebulição da água? Mesmo com esse entrave aos afoitos por café, a praia continua lá, maravilhosa para todas e todos.

10 respostas em “Santos é praia!”

Praia é uma palavra bem ampla considerando todo esse ponto de vista. Nesse caso concordo com vc, se praia retoma uma simbologia de alegria, toda cidade que nos faz sentir bem pode ter essa conotação

Moro no Ceará , então tenho a sorte de ter praias onde moro. Sinceramente, não sou tão fã de praias, odeio me queimar. Mas, uma ótima crônica, Guilherme!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *