Categorias
prosa poética

Abstinência

Essa distância, essa saudade, machucam, dilaceram, esmagam, rasgam, pisoteiam, derrubam e entorpecem. Eu percebo elas agarradas como um peso nas minhas costas, que eu levo de arrasto para todos os lugares. Às vezes esqueço delas, mas as duas continuam ali. A espreita. Tão comigo quando levanto, quando pego o celular, quando lavo a louça, quando […]

Categorias
prosa poética

Você é só mais um

Antes do fim, vou contar o que eu vivi Um dia são 50 anos e ninguém tem o controle de existir Nasce e morre, sem saber o que está porvir O dinheiro que ganhou, as traições que cultivou, nada disso o fará feliz Muito menos a espiritualidade, a bondade ou a caridade, nenhuma será a […]

Categorias
prosa poética

NOSTALGIA

A noite é pálida sem a vida do universo amostra e um vento fresco balançando as folhas outonais das árvores. O som do rio inunda os ouvidos e os motores ainda triunfam sobre a cidade. Sinto a saudade do que sonhei e não tive, passeando entre minhas lembranças mal arquivadas na memória. Meu cão me […]

Categorias
prosa poética

Imagem

Você já olhou para o seu reflexo e refletiu sobre todas as versões que você já foi e que você ainda pode ser? Eu penso nisso quase todo o dia, mas não com curiosidade ou orgulho, e sim com medo. Sei que tem partes de mim que não são tão belas nem tão gentis como […]

Categorias
prosa poética

Dias em pandemia

Só vejo as paredes, as janelas e o mudar das estações. Não sei mais como são os cheiros, as vozes e os toques das pessoas que eu amo, que antes eu costumava ver uma vez que outra. Parece que agora eles são fantasmas de um passado distante. De uma vida que já não existe mais, […]

Categorias
prosa poética

A sete chaves, uma fórmula…

São sete os pecados capitais. São sete as cores do arco-íris. Sete virtudes, sete sacramentos. Sete dias… e Deus criou Seu Reino. De tantos “sete” podemos suscitar! Dos sete aos sete, tudo se revelará. Tem a mística em que tudo se guarda, a sete chaves, no mágico universo. Que quereis dizer este velho dito? Que […]

Categorias
prosa poética

Sonho negro

Dormi. Sonhei algo sobre mim.Login… Um sonho destes normais.Porém… teve um algo mais.Era um sonho dentro do sonho.Do tipo ‘Inception’, aquele filme.Mas era real. Havia conexão. Qual dos dois? Real! Sonho dentro de sonho.Tão negro de tão real. Ora pois!Podia ser sonho negro? Ah não! Isso nem existe! É inverossímel.Sonho real tem que ser em […]

Categorias
prosa poética

Morte em vida de um povo severino

Um povo, um país, uma estória… Sim, estória (sem ‘h’ – fictícia), pois nesta prosa poética venho abordar um sentido figurativo para dissertar sobre o panorama sócio-político de nossa convivência pública e privava. Ouso dizer que os tempos atuais nos fazem pensar que a história (com ‘h’ – verdadeira), temos de reaprender a escrever. Pois […]

Categorias
prosa poética

Eu aprendi… em fragmentos de verdade

Aprendi que ignorar os fatos não os altera; Aprendi que quando nos nivelamos pelos outros, apenas estamos nos enganando; Aprendi que é o amor próprio, e não o tempo, que cura todas as feridas; E aprendi que a vida é dura, mas Eu sou mais ainda! Aprendi que as oportunidades nunca são perdidas: alguém vai aproveitar […]

Categorias
prosa poética

Embate de duas faces

Uma roupa pendurada contra o armário, aquecendo-se com o sol que entra pela janela. O contraste entre as faces do tecido do suéter e do revestimento de madeira do guarda-roupa, iluminadas e flamejantes, e das superfícies escurecidas por um não-luz (chamar de ‘sombra’ satisfaz?): notável e intrigante. O que vê o suéter pela fresta da […]