Categorias
crônica

O segredo do meu pai

Meu pai dirige há quase 50 anos sem receber uma única multa. Indagado sobre seu segredo ele costuma responder: “Não tem segredo: é só respeitar as regras de trânsito. Se não é pra ultrapassar dos 40, não ultrapasse dos 40. Se é pra parar, pare.” Fiz do mantra dele o meu, coisa que costuma enlouquecer […]

Categorias
crônica

A irmã da mulher do caseiro

Quis o destino que, além de mim, morasse outro escritor aqui no condomínio Bosque. O célebre Paulo Caldas, autor de República dos Bichos, Porto dos Amantes e Asas, para que te quero?, entre outros livros. Paulo – vou chamá-lo pelo primeiro nome, pois a proximidade da moradia e o fato de já tê-lo visto, na […]

Categorias
resenha sobre escrita

A mulher mais amada do mundo – uma resenha literária

Fazia tempo que aqui em casa esperávamos a chegada da mulher mais amada do mundo. Ela tinha se anunciado havia meses e já estávamos ansiosas por recebê-la. Até minha cunhada lá no Pará mandava mensagens de 15 em 15 dias perguntando por ela: “E aí, já chegou?” Foi um motoboy que a trouxe, lá pelo […]

Categorias
crônica

Férias, sagradas férias

Vim passar uns dias em Maracaípe – vizinha menos badalada de Porto de Galinhas – para me recompensar pelo trabalho estressante das últimas semanas. Aluguei um quartinho com varanda perto da praia, onde, mesmo que chovesse todos os dias, poderia deitar na rede e desfrutar de longas horas de solidão e tranquilidade. Longe das tarefas […]

Categorias
crônica

E você é o quê?

Estou passeando com Chico pelas ruas do condomínio, quando um casal de senhores sai de um portão. Chico, por ser o cachorro mais boa praça do condomínio, é meio famosão por aqui e graças a ele conhecemos quase todos os vizinhos. Mas esse casal eu nunca tinha visto. Certamente não têm cachorro e devem sair […]

Categorias
crônica

Entre vizinhos

A gente vive numa troca contínua de alimentos com o vizinho: — Lu, tu tem três dentes de alho pra me emprestar? — Tenho até mais! Lá vai ele pra cozinha e volta com uma cabeça inteira. — E um tantinho de azeite? Sem o Luciano nossos pestos nunca iriam sair. Depois de preparado, levo […]

Categorias
crônica

Sobre mesas e armários

É a minha primeira lembrança. Devo ter uns três, quatro anos. Restaurante, meia-luz, o tilintar de talheres ao encontro com a louça, vozes, risos, cheiro de queijo gratinado e cebola frita no ar, garçons de camisa branca e calça social que se movem ágeis entre as mesas. Numa delas estão sentados meus avós, pais e […]

Categorias
crônica

Eis a pergunta

A nova vizinha já chegou chegando. Bom, na verdade chegar não chegou, pelo menos não inicialmente. E enquanto ela não chegava, mandou três funcionários tirar do terreno ao nosso lado tudo que não fosse árvore. Foi assim que uma manhã acordamos e a vista pela janela da cozinha tinha se transformado: onde antes o olhar […]

Categorias
crônica

Saudade

Dá pra ter saudade de alguém que você não conhece? Não sou especialista em saudade, até porque na minha língua materna esse conceito não existe. Temos, isso sim, palavras com significados parecidos: Heimweh (saudade da terra natal ou de casa), Fernweh (saudade de estar longe, de viajar, de conhecer lugares novos), Sehnsucht (desejo doloroso de […]

Categorias
crônica

In loco

— Amor, cheguei! — ouço a voz da Larissa vindo de baixo. Não vou responder. Tem lugares onde é melhor a gente ficar só. E é neste lugar que eu me encontro. Não é por nada que em alemão usamos a expressão “lugarzinho silencioso”; porque aqui podemos efetivamente ficar sozinhos e em silencio, sem necessidade […]